segunda-feira, 9 de junho de 2014

Cachorro pode comer banana?

Cachorro pode comer banana? É normal que de vez em quando nós, proprietários que amamos nossos animais de estimação, tenhamos a ideia de dar uma coisa gostosa para nosso pet, certo? Ainda mais quando pensamos em oferecer alguma coisa considerada saudável, como por exemplo uma fruta. Mas será que qualquer fruta pode ser oferecida para os cães? E no caso da banana?


Cachorro pode comer banana?
Cachorro pode comer banana?

Conforme já comentamos aqui no blog, nem todas as frutas são alimentos indicados para o consumo dos cachorros. Alguma delas, na verdade, podem até fazer mal. Você encontra mais informações sobre o consumo de frutas por cachorros no artigo Cachorro pode comer Frutas. Mas e a banana? Será que esta deliciosa fruta está na lista de alimentos que os cães podem comer?

Bananas são uma excelente fonte vitaminas, como a vitamina B6, a vitamina C, e outros nutrientes como potássio, manganês e fibras solúveis. Para o ser humano, há inúmeros benefícios no consumo regular da banana, que acredita-se até que possa prevenir doenças. Mas e em relação aos nossos cães? Será que cachorro pode comer banana? Considerando que nós queremos vê-los sempre felizes, saudáveis, e gozando de boa saúde por muito tempo, é natural que tentemos oferecer uma importante fonte de nutrientes como esta, certo? Para isso é preciso ter certeza que nossos amigões podem consumir bananas sem acarretar riscos para a saúde.

Cachorro pode comer banana?


Cachorro pode comer banana?
Cachorro pode comer banana?

Podemos responder essa pergunta de maneira direita. Sim, cachorro pode comer banana. Na verdade a banana é muito benéfica para os cachorros, tanto quanto é para nós. No entanto, é preciso entender que, assim como outras frutas que são permitidas para os cachorros, o consumo deve ser comedido. A ingestão de frutas em excesso, incluindo as bananas, pode acabar sendo prejudicial para o seu amigão.

Um cuidado importante é descascar a banana antes de oferecê-la ao seu cachorro. Apesar de ser possível oferecê-la sem cortar, os pedaços menores são perfeitos para serem oferecidos como guloseimas, especialmente para os cães de menor porte. Considerando que o consumo de frutas em excesso não é indicado para os cães, podemos dizer que oferecer banana ao seu cão uma ou duas vezes por semana é o suficiente, e perfeitamente seguro.

Dica: uma boa opção para oferecer ao seu cachorro é a banana prata, ou mesmo a banana maçã. Apesar de que outros tipos de bananas também podem ser consumidos por cachorros, como por exemplo a banana nanica e a banana ouro, a banana prata é uma fruta menos doce, menos calórica e menos ácida, portanto mais indicada para os cães. No entanto, certifique-se de oferecer a banana bem madura. A banana ainda verde por fazer mal ao seu cachorro.

Quantas bananas um cachorro pode comer?


Se você está se perguntando qual é a porção ideal de banana para oferecer para o seu amigão de cada vez, isso vai depender do porte do animal. É claro que a porção ideal para um cão de porte grande não vai ser a mesma em relação a um cão pequeno, portanto utilize de bom senso na hora de oferecer qualquer porção de frutas ao seu cachorro. De maneira geral, podemos dizer que um cão de maior porte, do tamanho de um Pastor Alemão ou de um Labrador, pode comer uma banana inteira, enquanto um cão bem pequeno, como um Yorkshire ou um Maltês vai se satisfazer com uma porção menor. Ofereça a ele nesse caso, no máximo a metade de uma banana.

Lembre-se que o excesso de bananas pode fazer mal para qualquer cachorro, mesmo que ele esteja acostumado com o consumo de frutas, portanto nunca ofereça uma porção grande de uma só vez, especialmente para cães menores. E, é claro, nunca substitua a refeição regular do seu cão por frutas, afinal qualquer fruta permitida ao consumo canino deve representar uma pequena parte da alimentação, como um petisco ou um pequeno lanche entre as refeições.




Importante: O conteúdo desse blog tem caráter meramente informativo, e em nenhuma circunstância, substitui a orientação de um veterinário, especialmente no caso de distúrbios de fundo alimentar, intoxicação, ou qualquer outra patologia relacionada à ingestão de alimentos ou outros produtos. Sempre que houver qualquer sintoma atípico com seu pet, leve-o imediatamente ao veterinário. Lembre-se que quanto mais cedo for diagnosticado o problema, maior a chance de cura.