sexta-feira, 13 de junho de 2014

Cachorro pode comer maçã?

Cachorro pode comer maçã? É bem provável que você já saiba que as frutas trazem grandes benefícios ao ser humano. As maçãs, em especial, são frutas incrivelmente nutritivas, possuem propriedades terapêuticas, ajudam na higiene bucal e são excelentes fontes de fibras. Mas será que as maçãs podem apresentar as mesmas propriedades nutricionais para os cães e serem tão benéficas quanto são para nós?


Cachorro pode comer maçã?
Cachorro pode comer maçã?

Embora as qualidades nutricionais possam variar um pouco de acordo como tipo de maçã que consumimos, podemos dizer que essa fruta é uma das mais ricas em nutrientes e mais benéficas para a saúde do ser humano. Além de ser um alimento natural e de baixas calorias, a maçã é fonte de fibras, vitaminas, como a vitamina A, B1, B2, B5, e vitamina C, além de conter ferro, fósforo, potássio, sódio, magnésio, enxofre, cálcio e ainda apresentar um baixo índice de gordura. A maçã contém ainda pectina, um polissacarídeo que ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e também pode ajudar para evitar a prisão de ventre. Na verdade, a maçã é considerada como um importante coadjuvante na prevenção de diversas doenças, pois é uma fruta rica em substâncias antioxidantes. Essas substâncias estão presentes tanto no interior da fruta quanto na casca.

Outro benefício da maçã é a presença da frutose, que é absorvida mais lentamente pelo organismo do que o açúcar comum (sacarose). Essa é uma característica que permite as pessoas portadoras de diabetes a consumir a maçã sem aumentar os níveis de glicose no sangue. Mas e em relação aos cachorros? Será que nossos queridos peludos também podem desfrutar de todas as fantásticas qualidade dessa fruta? Será que os benefícios da maçã são aproveitados na mesma intensidade pelos cachorros? E o mais importante, cachorro pode comer maçã?

Cachorro pode comer maçã?


Cachorro pode comer maçã?
Cachorro pode comer maçã?

Podemos dizer que entre todas as frutas, a maçã é uma das que oferecem mais benefícios do ponto de vista nutricional, e apesar de haver frutas que não podem ser oferecidas aos cachorros, essa não está na lista de frutas proibidas para os cães. Portanto, a resposta é sim, cachorro pode comer maçã. No entanto, somente a polpa da fruta é permitida, as sementes não podem ser consumidas pelos cães. Recomenda-se portanto, que você ofereça a maçã em pedaços ou fatias, retirando o miolo e as sementes. O motivo para isso é que as sementes de maçã contêm uma substância chamada cianeto, que pode ter um efeito muito ruim no organismo do seu cão. Além disso, pode haver um efeito cumulativo dessa substância no organismo caso ele coma também as sementes, e apesar de que uma ou outra semente pode até não fazer mal na hora, com o passar do tempo os efeitos podem ser muito ruins.

Vamos reiterar: maçã é uma fruta segura para o consumo canino, mas alimente o seu cachorro somente com fatias de maçãs, retirando antecipadamente as sementes e o miolo. Dessa maneira você evita a intoxicação, e faz com que o seu cachorro aproveite todos os nutrientes dessa maravilhosa fruta.

Alguns tipos de maçãs são mais indicadas para o consumo dos cães. Os tipos mais doces, normalmente aquelas maçãs com a casca de cor avermelhada e interior bem suculento são as mais indicadas. Evite oferecer ao seu cão maçãs-verdes, ou os tipos de maçã que apresentem maior acidez.

Qual a porção ideal de maçã para um cachorro?


Conforme costumamos explicar aqui no blog, é sempre importante ter cautela na hora de oferecer qualquer tipo de vegetal ao seu peludo. Cães devem receber uma alimentação baseada principalmente em carne. Já os vegetais, incluindo os cereais, legumes e também as frutas, devem ser oferecidos em porções mínimas. Em relação às maçãs não é diferente. Apesar de não haver nenhum problema em oferecer algumas fatias de maçã ao seu cachorro diariamente, o consumo excessivo pode acabar causando problemas.

A primeira questão importante em relação a quantidade de maçãs que oferecemos diariamente ao nosso cachorro é o açúcar. Apesar da frutose contida na maçã ser um açúcar natural, também pode engordar se consumida em quantidade exagerada. Além disso há questões mais sérias do que essa no caso do consumo exagerado de maçãs pelos cães. Como a maçã é um alimento rico em cálcio e fósforo, o consumo em quantidades exageradas pode agravar eventuais problemas renais. Outro ponto que também devemos comentar é que  os ácidos-graxos e o ômega 6 que estão presentes na maçã, podem ser benéficos para o cão, por exemplo melhorando a pelagem do animal, mas se consumidos em excesso podem também causar problemas inflamatórios, como por exemplo potencializar um quadro pré-existente de artrite.

Para finalizar, basta dizer que as maçãs são muito benéficas para a saúde do cão, desde que sejam oferecidas moderadamente. Na verdade, conforme mencionei mais acima, qualquer alimento de origem vegetal que seja permitido para o consumo canino, e em especial as frutas, devem ser oferecidos com moderação. E se você é proprietário de um cachorro de porte muito pequeno, como por exemplo um Lulu da Pomerânia ou um Chihuahua, utilize de bom senso na hora de decidir a quantidade de maçã que ele pode comer por dia, e o mais importante, ofereça fatias menores de cada vez. Lembre-se que a quantidade que um cachorrinho pequeno pode comer por porção é muito menor do que em relação aos cães grandes.




Importante: O conteúdo desse blog tem caráter meramente informativo, e em nenhuma circunstância, substitui a orientação de um veterinário, especialmente no caso de distúrbios de fundo alimentar, intoxicação, ou qualquer outra patologia relacionada à ingestão de alimentos ou outros produtos. Sempre que houver qualquer sintoma atípico com seu pet, leve-o imediatamente ao veterinário. Lembre-se que quanto mais cedo for diagnosticado o problema, maior a chance de cura.