domingo, 15 de junho de 2014

Cachorro pode comer sardinha?

Cachorro pode comer sardinha? Sempre que falamos de alimentação natural para cães estamos nos referindo a uma dieta baseada em alimentos frescos, naturais, na maior parte das vezes preparados em casa e na hora da refeição. Muitos proprietários optam em oferecer esse tipo de alimentação aos seus peludos para proporcionarem uma alimentação mais saudável, livre de conservantes e demais produtos que podem não ser benéficos. Mas quando falamos de peixe como parte integrante da alimentação regular dos cães, muitas vezes nos esquecemos daqueles que não são frescos, e podem ser encontrados em latas, em qualquer supermercado.


Cachorro pode comer sardinha?
Cachorro pode comer sardinha?

Em primeiro lugar, é bom comentar que, quando pensamos em oferecer peixe ao nosso amigão de quatro patas, há uma variedade grande de opções. A sardinha é um tipo de peixe que pode ser encontrado fresco ou enlatado. Então, vamos comentar sobre os dos tipos de sardinha que podemos encontrar com facilidade em peixarias ou supermercados.

A sardinha é um peixe rico em ácidos-graxos do tipo ômega-3, que são benéficos para as articulações e, no caso dos cães, podem ajudar ainda a pelagem a ficar mais saudável e bonita. Além disso, há inúmeros outros benefícios que a sardinha pode trazer para a saúde. Antes de comentar sobre as qualidades nutricionais desse alimento, vamos responder a nossa questão inicial com um direto sim, cachorro pode comer sardinha mas, de vez em quando. O motivo para que não se ofereça a sardinha aos cachorros diariamente é que, apesar de ser um nutriente rico em proteína, a carne de peixe, mesmo no caso da sardinha, não é suficiente para suprir a necessidade diária de nutrientes que um cachorro precisa. Sempre que falamos aqui da carne de peixe, procuramos deixar claro que, quando um cachorro se alimenta de peixe regularmente, é importante variar as fontes de proteínas para que ele possa ter uma alimentação balanceada. Esse assunto já foi abordado em detalhes no artigo: Cachorro pode comer peixe?

A sardinha ajuda ainda a regular o sistema imunológico, desacelera processos inflamatórios e são conhecidas ainda por ajudar na saúde do cérebro, o que pode ser muito bom para cães idosos e até para filhotes. Com todas essas qualidades, podemos afirmar que os benefícios de oferecer sardinha ao seu cachorro, por exemplo duas vezes por semana, superam imensamente possíveis fatores negativos. A melhor maneira de oferecer sardinha ao seu cachorro é misturando a carne com o alimento que ele recebe normalmente, seja ração industrializada ou uma refeição preparada em casa. A quantidade de sardinha que um cão pode consumir por refeição vai depender diretamente do peso do animal. O equivalente a quantidade de uma lata de sardinha, é suficiente para uma refeição de um cão que tenha entre 15 e 20 kg de peso. Essa porção pode ser oferecida duas vezes por semana.

Sardinha fresca x sardinha em lata


Cães podem comer sardinha?
Um cuidado essencial a se tomar quando oferecemos sardinhas frescas aos cães é em relação aos ossos e espinhas. Portanto, no caso do alimento fresco, certifique-se de que ele está totalmente desossado antes de preparar a refeição do seu pet. A sardinha fresca pode ser cozida na panela, com um pouquinho de óleo vegetal, como por exemplo óleo de girassol. Nunca ofereça peixe cru ao seu cachorro. Em relação as sardinhas enlatadas, ao contrário do que muita gente pode pensar, elas também podem ser oferecidas aos cães. No entanto, evite sardinhas enlatadas conservadas no óleo ou no sal moura. Prefira sempre aquelas com água pura, que são muito mais saudáveis para os cães. É claro, que se houver possibilidade de escolha, prefira sempre as sardinhas frescas, e ofereça sempre desossadas e cozidas.

Peixe na alimentação regular dos cães


Cachorro pode comer sardinha?
Cachorro pode comer sardinha?

Conforme já mencionamos inúmeras vezes aqui no blog, os cães são animais que precisam de uma dieta baseada principalmente em carne, isso porque esse tipo de proteína é a principal fonte de nutrientes que os cachorros tem que consumir diariamente. Apesar do peixe conter proteína, em especial peixes como o salmão, o atum e até mesmo a sardinha, esses alimentos não contêm todas as propriedades nutricionais que um cão precisa receber no dia-a-dia. Portanto, o peixe não pode ser a única fonte de proteína na alimentação dos cães. O mais indicado, conforme comentei mais acima, é variar essas fontes de proteína. Se você oferece peixe duas vezes por semana, ofereça nos outros dias outra fonte de proteína para o seu peludo, como a carne magra de frango, por exemplo. As carnes de frango e de boi são mais completas para os cães do ponto de vista nutricional, mas isso não quer dizer que você deve eliminar o peixe da alimentação do seu cachorro. Desde que você observe essas questões, o seu cão pode se beneficiar de todas os nutrientes que o peixe oferece, sem riscos a saúde. Para saber mais sobre o consumo de peixe regularmente por cães, confira o artigo: Cachorro pode comer peixe?

Oferecendo sardinha ao seu cão: dicas importantes

  • Nunca permita que o seu cão se alimente de sardinha crua.
  • Verifique se a sardinha está totalmente desossada antes de oferecer ao seu cachorro.
  • Não substitua a carne de boi ou de frango por peixe. Ofereça a sardinha duas vezes por semana.
Obs.: no caso das sardinhas enlatadas, sempre verifique cada uma para ter certeza que não há ossos e espinhas. Mesmo quando está escrito na lata que a sardinha é desossada, é preciso ter certeza que não sobrou nenhum ossinho la dentro.




Importante: O conteúdo desse blog tem caráter meramente informativo, e em nenhuma circunstância, substitui a orientação de um veterinário, especialmente no caso de distúrbios de fundo alimentar, intoxicação, ou qualquer outra patologia relacionada à ingestão de alimentos ou outros produtos. Sempre que houver qualquer sintoma atípico com seu pet, leve-o imediatamente ao veterinário. Lembre-se que quanto mais cedo for diagnosticado o problema, maior a chance de cura.