sábado, 25 de outubro de 2014

Cachorro pode comer espinafre?

Cachorro pode comer espinafre? Assim como tantas outras folhas verdes, o espinafre é muito rico em nutrientes. Considerado um importante complemento para a alimentação do ser humano, esta hortaliça é rica em ferro, fósforo, cálcio, vitamina A e vitaminas do complexo B. Mas será que o espinafre é contra-indicado para cães?


Cachorro pode comer espinafre?
Cachorro pode comer espinafre?

Na nossa dieta, o espinafre é considerado um alimento altamente nutritivo. Esta folha conquistou notoriedade mundial através dos desenhos animados do Popeye, aquele marinheiro que ganhava força sobre humana sempre que degustava uma boa porção de espinafre. O que sabemos de fato, é que as qualidades dessa hortaliça não podem ser subestimadas. De acordo com especialistas na área de nutrição, as folhas de espinafre fazem bem para visão, ajudam a controlar a pressão arterial, contêm uma boa dose de fibras, que ajudam a evitar a constipação e apresentam ainda substâncias antioxidantes, responsáveis por reduzir o envelhecimento das células além de ajudar no combate às células cancerosas.

Mas sempre que comento aqui sobre a inclusão de vegetais no cardápio dos cães que recebem uma dieta natural, procuro explicar qual é o papel desses alimentos na alimentação diária.

Conforme já explicado aqui no blog, em diversos artigos sobre a alimentação natural, o protagonista de qualquer refeição caseira para cachorros deve ser a proteína. Os vegetais representam um papel secundário, e funcionam como complementos nutricionais. Isso é importante poque os cães não possuem um sistema digestivo tão bem preparado quanto o nosso para digerir esse tipo de alimento. Mesmo quando consideramos a importância de um alimento de origem vegetal no que diz respeito a sua qualidade nutricional, a quantidade oferecida deve ser moderada, e isso não é diferente em relação às folhas verdes, como por exemplo o espinafre ou a couve.

Cachorro pode comer espinafre?


Desde que oferecidas em quantidade moderada, representando sempre uma pequena parte de cada refeição, não há motivo para não incluir as folhas verdes na alimentação de um cachorro. Portanto vamos responder a essa questão dizendo que sim, cachorro pode comer espinafre, mas sem exageros. 

Lembre-se que quando falamos aqui em alimentos que podem ser oferecidos aos cães, estamos nos referindo aqueles que já recebem uma alimentação natural regularmente, feita em casa com ingredientes frescos, especialmente preparados para eles. Os animais que se alimentam com ração industrializada, em geral, não necessitam de complementação, pois essas ração são consideradas alimentos completos para cães. Nunca complemente a alimentação de um cão que come ração de linha comercial, há não ser por indicação do veterinário.

Como oferecer espinafre a um cachorro?


Em geral, as folhas verdes são mais nutritivas quando oferecidas cruas, porém trituradas para facilitar a digestão. No entanto, no caso específico do espinafre, o mais indicado é oferecê-lo levemente cozido (veja mais abaixo). Você pode cozinhar o espinafre levemente no vapor, ou simplesmente acrescentar as folhas - já trituradas - durante o preparo da proteína que o seu cachorro come normalmente. As folhas verdes não precisam ser oferecidas todos os dias, e o tipo de folha também pode ser variado, sem a necessidade de repetir a mesma toda vez. Alguns proprietários oferecem folhas de duas a três vezes por semana, enquanto outros preferem acrescentar as folhas verdes apenas uma vez por semana.

Cachorro pode comer espinafre?
Cachorro pode comer espinafre?

Podemos dizer que, como regra geral, cada refeição pode conter diferentes tipos de vegetais - incluindo os legumes. Se você optar em oferecê-los crus, eles podem ser triturados no liquidificador (lembre-se que alguns legumes não podem ser oferecidos crus, como por exemplo as batatas). Quando triturados, esses vegetais formam uma mistura que fica com a consistência de um purê. Essa mistura deve ser adicionada à refeição em quantidades adequadas, de maneira que represente uma menor parte do prato.

Entretanto, como os vegetais crus costumam ser menos palatáveis para a maioria dos cachorros, muitos proprietários optam em servi-los cozidos e misturados, o que não é uma má ideia. Mesmo que, devido ao cozimento, ocorra alguma perda das propriedades nutricionais do alimento, o cozimento também ajuda na digestão, e facilita a absorção dos nutrientes. O mais indicado é o cozimento no vapor, que mantém boa parte das propriedades nutricionais do alimento.

Contra-indicações do espinafre para cães


Muita gente pergunta por que o espinafre é citado em algumas listas de alimentos contra-indicados para alimentação canina. O motivo para isso é que as folhas do espinafre contêm uma substância chamada ácido oxálico (ácido etanodioico) que, quando consumido em grandes quantidades, pode ser tóxico para os cães e até mesmo para o ser humano, em especial para as crianças.

Assim como acontece com outras folhas verdes, como as folhas de acelga, de beterraba e de ruibarbo, sendo esta última a que contém maior quantidade de ácido oxálico, este composto pode ser encontrado também no espinafre. Além de causar intoxicação quando consumida em excesso, essa substância é conhecida como um anti-nutriente, pois reduz expressivamente a quantidade de ferro que é aproveitada pelo organismo. Estima-se que apenas 5% do ferro contido no espinafre é efetivamente absorvido pelo organismo.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é que, quando combinado com o cálcio, este composto forma o oxalato de cálcio, que é insolúvel e pode colaborar para a formação de pedras nos rins e na bexiga. Uma possível contra-indicação portanto, seria no caso dos animais que já apresentaram problemas deste tipo.

De qualquer modo, podemos afirmar que pequenas quantidades de espinafre são insuficientes para causar intoxicação em cães saudáveis, tanto que diversas rações de linha comercial incluem este vegetal em suas formulações. Considerando que esta hortaliça fornece nutrientes importantes para o organismo, como fibras, vitaminas e antioxidantes, não há motivo para privar o seu cachorro desses benefícios. A regra mais importante para o consumo de espinafre por cães é a mesma em relação a qualquer alimento de origem vegetal: moderação.


Importante: O conteúdo desse blog tem caráter meramente informativo, e em nenhuma circunstância, substitui a orientação de um veterinário, especialmente no caso de distúrbios de fundo alimentar, intoxicação, ou qualquer outra patologia relacionada à ingestão de alimentos ou outros produtos. Sempre que houver qualquer sintoma atípico com seu pet, leve-o imediatamente ao veterinário. Lembre-se que quanto mais cedo for diagnosticado o problema, maior a chance de cura.