sexta-feira, 20 de março de 2015

Cachorro pode comer abacaxi?

Assim como tantas outras frutas, o abacaxi contém uma grande quantidade de nutrientes, fibras e vitaminas. Além de refrescante, esta deliciosa fruta traz inúmeros benefícios a saúde do ser humano, mas será que os cães também podem aproveitar todas essas qualidades?


Conhecido como Ananás ou Abacaxi, esta é uma fruta de origem sul-americana, cultivada em diversos países do mundo. Pode ser consumida in natura, em forma de suco, ou utilizada na culinária, seja no preparo de doces, compotas, sobremesas, ou ainda no preparo de pratos regionais e receitas sofisticadas. Também não são poucos os benefícios nutricionais do Abacaxi, que apresenta uma boa variedade de nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo.

Cachorro pode comer abacaxi?
Cachorro pode comer abacaxi?

Excelente fonte de carboidratos e fibras, o Abacaxi é um alimento de baixas calorias, pois não contém gorduras e nem proteínas. Além disso, esta fruta apresenta uma grande quantidade de vitaminas e minerais essenciais na nossa alimentação. O abacaxi contém Vitamina B, Vitamina C, Vitamina A, além de Cálcio, Fósforo, Ferro, Zinco e Magnésio.

Esses nutrientes oferecem uma série de benefícios à saúde do ser humano. Para começar, a Vitamina C melhora o sistema imunológico do organismo, prevenindo diversas doenças. O beta-caroteno contido na fruta, também ajuda na prevenção de diversas doenças e na degeneração macular.

Outros benefícios do consumo de abacaxi também são frequentemente citados, como o fortalecimento dos ossos, melhora da digestão e prevenção de doenças cardíacas. Algumas fontes citam até mesmo as propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes do abacaxi, que contém uma enzima chamada bromelina. Essa enzima auxilia no tratamento de tendinites, artrites, varizes, feridas, reações alérgicas à picadas de insetos e até queimaduras. Devido ao seu poder antioxidante, estudos recentes indicam que as propriedades do abacaxi são capazes de auxiliar no tratamento de diversos tipos de câncer.

Agora, o mais importante é determinar se esses benefícios se estendem também aos cães ou valem somente para o ser humano. Cachorro pode comer abacaxi? Será que podemos considerar esta deliciosa e suculenta fruta como um alimento seguro para o consumo canino?

Cachorro pode comer abacaxi?


Quando falo aqui blog sobre os alimentos que podem ou não ser oferecidos aos cães, sempre procuro comentar que cada cachorro pode reagir diferente a um mesmo alimento. É por isso que quando oferecemos um alimento a um cão pela primeira vez é importante que possamos observar de perto a sua reação. Além disso, nunca ofereça uma grande quantidade grande de um alimento que ele nunca tenha provado antes.

Cachorro pode comer abacaxi?
Cachorro pode comer abacaxi?

Tenha em mente que o abacaxi não é um alimento que os veterinários indicam para o consumo canino, por diversas razões. Há relatos de cães que não toleram bem as frutas cítricas, enquanto outros parecem não enfrentar nenhum problema ao consumi-las em quantidades moderadas. Portanto, apesar de não ser considerado um alimento tóxico para os cachorros, é preciso cautela, em especial se ele estiver provando esta fruta pela primeira vez.

Mesmo se considerarmos que o sistema digestivo dos cães não são capazes de absorver os nutrientes de determinados alimentos com a mesma eficiência que o nosso, ainda assim, esses nutrientes são benéficos para a saúde de um cachorro. Portanto, a resposta para a nossa questão é sim, cachorro pode comer abacaxi, desde que em quantidade moderada, e adequada ao seu peso, idade e tamanho,

Cachorro pode comer abacaxi? - benefícios


Um dos benefícios mais lembrados sobre o consumo de abacaxi por cães é no auxílio do combate a coprofagia, que é o hábito de ingerir as próprias fezes. Apesar de haver inúmeros fatores que podem contribuir para essa condição, uma das mais relevantes é uma possível deficiência de nutrientes. Como alguns desses nutrientes permanecem nas fezes do animal, ele acaba ingerindo as próprias fezes na tentativa de suprir essa deficiência.

Cachorro pode comer abacaxi?
Cachorro pode comer abacaxi?

Acredita-se que o cão perde o interesse em consumir as próprias fezes, pois a ingestão de uma pequena porção diária de abacaxi faz com que elas passem a ter um gosto repulsivo. Ao tornar as fezes menos palatáveis para o paladar canino, ele vai passar a evitá-las a todo custo.

Alguns dos benefícios do abacaxi para os seres humanos também se aplicam aos cães, como a melhora do sistema imunológico e digestivo. A bromelina, enzima presente em grande quantidade no abacaxi, auxilia os cães na digestão das proteínas, aumentando consideravelmente a capacidade de absorver elementos essenciais ao bom funcionamento do organismo.

Como oferecer abacaxi aos cães


O primeiro ponto importante sobre o consumo de abacaxi pelos cães é a quantidade. Lembre-se que o seu cachorro não pode consumir uma porção exagerada, nem substituir parte da alimentação por qualquer outro alimento. Procure dosar a porção de acordo com o tamanho e peso do animal, e sempre ofereça pedaços pequenos, especialmente para os cães de porte pequeno.

Outra questão que sempre procuro comentar aqui no blog é que os caroços das maiorias das frutas contém uma substância chamada cianeto, que pode ser tóxica para os cães e não pode ser ingerida em nenhuma quantidade. No caso do abacaxi, lembre-se de retirar totalmente a coroa e descasque bem a fruta antes de oferecê-la ao seu cachorro.

Cachorro pode comer abacaxi? - precauções

  1. Ofereça sempre porções moderadas, e fatias cortadas em tamanho apropriado em relação ao porte e idade do animal.
  2. Sempre remova totalmente a coroa, a casca e o miolo do abacaxi.
  3. Se o seu cão tem histórico de doenças no trato gastrointestinal, pergunte antes ao seu veterinário se pode haver alguma contra-indicação.
  4. Nunca ofereça doces, compostas ou outros pratos feitos com abacaxi pois os outros ingredientes contidos nas receitas pode ser tóxicos para os cães.
  5. Nunca ofereça um alimento para um cachorro se você não tem certeza se ele é ou não tóxico para os cães. Na dúvida, procure um veterinário.


Importante: O conteúdo desse blog tem caráter meramente informativo, e em nenhuma circunstância, substitui a orientação de um veterinário, especialmente no caso de distúrbios de fundo alimentar, intoxicação, ou qualquer outra patologia relacionada à ingestão de alimentos ou outros produtos. Sempre que houver qualquer sintoma atípico com seu pet, leve-o imediatamente ao veterinário. Lembre-se que quanto mais cedo for diagnosticado o problema, maior a chance de cura.

Saiba tudo sobre nutrição canina